Campus Diadema • Instituto de Ciências Ambientais, Químicas e Farmacêuticas
Câmara de Extensão Diadema

Caiçaras

Com a chegada dos europeus no Brasil, houve um extermínio dos povos indígenas e heranças foram deixadas, resultantes deste processo de colonização, e que perpetuam até os dias de hoje. Nosso litoral  por exemplo, foi a área mais povoada, sendo hoje habitada por cerca de 70% da população do país (MMA, 2018).

Os caiçaras foram então mais uma das inúmeras heranças do decorrer da nossa história, sendo uma combinação das raízes indígenas e dos colonizadores portugueses e africanos que vieram para o Brasil, juntamente com o modo de vida desenvolvido pelo contato com a terra, o mar e com a variedade e abundância de recursos da nossa Mata Atlântica. 

O termo caiçara tem sua origem na palavra Tupi-Guarani “caá-içara”, utilizada para nomear os pedaços de madeiras que eram utilizados como cercas tanto dentro das aldeias, como fora, quando colocadas nos rios e mar, para cercar o peixe (SAMPAIO, 1987; ADAMS, 2000). Seu modo de vida é baseado na pesca e na agricultura de subsistência, produzindo e vendendo alimentos como a mandioca, em pequena escala, atendendo às necessidades diárias (ADAMS, 2000; BEGOSSI, 2011).

 

Referências: 

ADAMS, Cristina. As populações caiçaras e o mito do bom selvagem: a necessidade de uma nova abordagem interdisciplinar. Revista de Antropologia, v. 43, n. 1, p. 145-182, 2000.

BEGOSSI, Alpina. O cerco flutuante e os caiçaras do litoral norte de São Paulo, com ênfase à pesca de Trindade RJ. Interciencia, v. 36, n. 11, p. 803, nov. 2011.

MMA. Ministério do Meio ambiente. Área da Mata Atlântica é habitada por 70% da população brasileira. Disponível em: <http://www.mma.gov.br/informma/item/9818-%C3%A1rea-da-mata-atl%C3%A2ntica-%C3%A9-habitada-por-70-da-popula%C3%A7%C3%A3o-brasileira> Acesso em 25 jul. 2018.

SAMPAIO, T. O tupi na geografia nacional, Brasiliana. 1987.

SAUINI, Thamara. Levantamento Etnobotânico Participativo entre os moradores do Quilombo Cambury, Ubatuba, SP, Brasil. Dissertação. Diadema, 2019. 

 

© 2013 - 2022  Universidade Federal de São Paulo - Unifesp

Câmara de Extensão e Cultura • Campus Diadema

Rua Antônio Doll 105 - 2° Andar, Sala Extensão - Centro, Diadema - SP
Telefone: (11) 40440500 - Ramal 3465

Please publish modules in offcanvas position.